Call +351 918 208 447
Voltar ao blog Chalet da Condessa d’Edla: O Paraíso Romântico de Sintra
Lisboa,Sintra | Arte e cultura
Rita Costa |
Chalet da Condessa d’Edla: O Paraíso Romântico de Sintra

Quando dizemos que há muito para descobrir numa visita ao Palácio da Pena, não estamos a mentir. O mesmo dizemos sobre o Parque da Pena, que rodeia o Palácio. É nos 200 hectares do Parque da Pena que vamos encontrar o lindíssimo Chalet da Condessa d’Edla, um verdadeiro “ninho de amor”.

Entre 1864 e 1869, D. Fernando II, criador do Palácio da Pena, e a sua futura mulher, Elise Hensler, a Condessa d’Edla e cantora de ópera suíço-americana, decidem criar um Chalet privado, para servir como refúgio romântico para o casal. O Chalet foi inspirado nos Chalets Alpinos que muito eram adorados na época. Por fora, um amarelo forte, que combina perfeitamente com a vegetação exótica do Jardim. Os interiores são muito bem trabalhados e riquíssimos, com estuques bastante detalhados, frescos e variados elementos em cortiça e cobre.

Infelizmente, o Chalet da Condessa E’dla ficou destruído depois de um incêncio, em 1999. No entanto, dado o elevado valor artístico e cultural, o edifício e o parque foram totalmente recuperados, mantendo-se absolutamente fiel ao projeto inicial.

Sem dúvida que é um lugar de enorme sensibilidade romântica. Podíamos tentar descrever o Chalet da Condessa d’Edla da forma mais fidedigna possível, mas o melhor mesmo é ver com os seus próprios olhos a magia deste local e tentar sentir o amor que aí foi vivido e partilhado.

O bilhete para adulto tem o valor de 9.50€, existindo também descontos para seniores, crianças e famílias.

Visite o Palácio da Pena e o Chalet da Condessa d'Edla. A nossa promessa é de que não se arrependerá!

Voltar ao blog

Está à procura de mais artigos como este?

SUBSCREVA NOSSA NEWSLETTER

A Living Tours utiliza cookies a fim de prestar o melhor serviço possível. Ao continuar a navegação, está a dar-nos o consentimento para usarmos os seus cookies. Pode ler mais informações na nossa política de privacidade.

Concordo