Carregando para você a melhor oferta de passeios e experiências de Portugal e Espanha.
Voltar ao blog A ementa de Eça de Queiroz: Conheça a história!
Portugal | Curiosidades
Catarina Figueirinha |
A ementa de Eça de Queiroz: Conheça a história!

A casa-museu de Tormes é o ponto de encontro entre a vida real e a ficção. Foi aqui que Eça de Queiroz, um dos mais importantes escritores portugueses, deu asas ao romance “A cidade e as Serras”. Nesta obra literária, o escritor faz uma comparação crítica entre a vida módica e agitada da cidade e a vida tranquila e pacata do campo.

 

 

 

Quando, em 1892, recebeu a notícia da herança desta casa por parte da esposa, Eça escreveu aos caseiros a avisar da sua chegada e a pedir os respetivos preparativos para a mesma. A carta nunca chegou ao destino e ninguém teve conhecimento da sua chegada. Por consequência, os caseiros serviram ao importante escritor, habituado a uma gastronomia parisiense, um simples caldo de galinha com miúdos, frango alourado e arroz de favas para acompanhar.

 

Esta é a ementa queirosiana que consta no seu romance, a qual, Jacinto, personagem principal, estranhou: “E pousou sobre a mesa uma travessa a transbordar de arroz com favas. Que desconsolo! Jacinto, em Paris, sempre abominara favas! … Tentou todavia uma garfada tímida – e de novo aqueles seus olhos, que pessimismo enevoara, luziram, procurando os meus. Outra larga garfada, concentrada, com uma lentidão de frade que se regala. Depois um brado:
– óptimo!… Ah, destas favas, sim! Oh que fava! Que delícia!”

 

 

 

Para além deste prato típico que se revelou uma deliciosa surpresa, poderá encontrar na casa-museu peças únicas de mobiliário que o escritor retrata na sua obra. Eça rapidamente se rendeu aos encantos do Douro e, inevitavelmente, escreveu o romance onde exalta a beleza pura da natureza que nos rodeia e à qual nem sempre atribuímos o devido valor.

 

Não perca a oportunidade de experienciar de perto o local que serviu de inspiração para o último romance de Eça de Queiroz. Descubra mais aqui!

Voltar ao blog

Está à procura de mais artigos como este?

SUBSCREVA NOSSA NEWSLETTER